Son of Scoregasm é ação, visual retrô e bala pra todo lado!

Son of Scoregasm é ação, visual retrô e bala pra todo lado!

Às vezes, durante toda a nossa vida gamer, cruzamos com jogos que nos deixam tão no hype de jogá-los que quando eles são lançados e colocamos nossas mãos nele ficamos tristes e nos sentimos enganados por eles não conseguirem satisfazer toda a ansiedade e expectativa que criamos em torno do jogo. Normalmente nem é porque o jogo é ruim, mas sim porque desenvolvemos um nível de expectativa alto demais em nossas cabeças, a tal ponto que o jogo não irá satisfazer essa expectativa, por melhor que ele seja.

Em compensação, existem jogos que você pega e até larga num canto muitas vezes porque simplesmente ele não lhe interessa naquele momento. Mas um dia você acaba dando uma chance a ele e redescobre a magia da simplicidade e da diversão que existia em videogames mais antigos.

Mas aonde quero chegar com isso tudo?

Son of Scoregasm

O jogo que estou resenhando hoje, Son of Scoregasm, criado por Charlie Knight, é um exemplo prático do nosso segundo paragrafo. Um jogo de premissa simples com jogabilidade eletrizante e muita diversão, mas que ninguém dava nada para ele.

Son of Scoregasm tem uma história simples, onde o rei da Terra pede para que você possa viajar universo adentro, para combater o mal e recuperar seus biscoitos favoritos que foram roubados pelos inimigos. O visual do jogo também é muito simples e remete muito a jogos de plataforma como no Atari e no Nintendinho, além dos antigos arcades, mas não deixa de ser colorido e bonito.

Ele é um jogo com uma dificuldade bastante razoável, mas conforme você vai pegando o jeito acaba se adaptando bem aos comandos jogando no teclado e no mouse. Os inimigos são cruéis e não te dão muito tempo para respirar, especialmente nas últimas etapas das fases – que são num total de 28, além do jogo ter 7 finais diferentes.

Son of Scoregasm

O visual de Son of Scoregasm lembra bastante o de outro grande shoot’em up: o Geometry Wars

E por falar em teclado e mouse, um dos maiores problemas no jogo foi justamente em uma afirmação que a desenvolvedora fez, dizendo que o jogo estava completamente adaptado para se jogar com controles. Mas na prática isso não ocorreu, pois além de não ter todos os botões funcionando corretamente, eu não consegui configurar os controles no menu de opções do jogo, o que me fez jogar errado durante algumas horas até perceber que não tinha todos os comandos do jogo funcionando no controle. Os controles do Xbox 360 e do Xbox One não funcionaram corretamente de nenhuma forma, enquanto o Steam Controller até funcionou bem, mas os movimentos eram lentos demais se comparado ao teclado e mouse, então acabei optando por jogar apenas no teclado e mouse mesmo.

Um recurso bem interessante no jogo é o ranking mundial com as pontuações dos jogadores, que aumenta bastante o desafio e estimula o jogador a bater recordes, já que você quer ficar bem colocado nesses rankings (Inclusive consegui um segundo lugar numa das fases!!). Certamente este é um recurso que aumenta ainda mais sua vontade de ficar horas jogando.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por fim, Son of Scoregasm é uma excelente opção de jogo que merece sua atenção, caso goste de desafios e jogos com pegada retrô.

SON OF SCOREGASM

Plataforma avaliada: PC/Windows | Desenvolvedor: Charlie Knight | Publisher: Nenhum | Gênero(s): Shoot’em Up, Twin-stick Shooter

Son of Scoregasm está disponível para PlayStation Vita, Windows, Linux e Mac.

Esta resenha foi elaborada com uma cópia do jogo gentilmente cedida pelos desenvolvedores.

Curitibano que não fala lEitE quEntE, mas acha que biscoito é um ultraje as bolachas. Joga video games desde o dia em que seu pai apareceu com um Atari e um grande saco repleto de jogos e desde então já ouviu muitas vezes "esse video game vai estragar a televisão" e "você vai ficar cego de tanto olhar para essa tela".

Tags: , , ,
Arte de fundo criada por Nataly Al-Sayf
Portfólio - Facebook - Twitter - Tumblr
Voltar para o topo
Arte de fundo criada por Nataly Al-Sayf
Portfólio - Facebook - Twitter - Tumblr
Voltar para o topo