The Rhythm of Fighters: a maestria musical da SNK Playmore no seu smartphone

The Rhythm of Fighters: a maestria musical da SNK Playmore no seu smartphone

A SNK Playmore sempre primou pela qualidade dos seus jogos de luta. Apesar de uma pisada na bola ou outra, em geral seus games costumam inspirar uma certa excelência, seja na parte artística ou na parte técnica. Uma das características mais marcantes desse zelo que essa empresa tem com suas franquias desde que ela nem tinha um “Playmore” em seu nome é o belíssimo tratamento dado às músicas de seus jogos, em especial as da célebre franquia The King of Fighters.

Seus fãs sabem muito bem disso e muitos deles curtem as composições fortemente inspiradas no background de seus interessantes personagens quase tanto quanto adoram trocar tabefes em lutas épicas. Conhecendo bem essa parcela de fãs a SNK Playmore resolveu oferecer a eles um pequeno presente, aderindo aos games musicais. O resultado disso atende pelo nome de The Rhythm of Fighters.

TROF-01

Em The Rhythm of Fighters (que poderia muito bem ser apelidado de “Theatrhythm King of Fighters”, dada a semelhança com o jogo musical da Square-Enix) o jogador terá a disposição músicas não apenas da icônica série de luta que lhe dá o nome como de vários outros títulos clássicos (Samurai Shodown, Art of Fighting, entre outros), bem como composições originais exclusivas deste jogo e alguns remixes bacanas, todas reproduzidas com uma qualidade excelente!

Assim sendo, o objetivo é tocar na tela de forma ritmada para fazer com que seu personagem derrote os vários lutadores que aparecem em sequência dentro de um tempo determinado. Se você errar algum toque, seu personagem recebe um golpe e perde um pouco de life. Se o jogador terminar o tempo da música sem perder todo o life, vence a partida.

Os comandos aparecem em sentido horário em uma elipse traçada na tela, mas a SNK Playmore facilitou a vida do jogador, não obrigando-o a seguir a posição exata dos ícones na elipse com o dedo: você pode tocar onde quiser na tela e o comando será reconhecido normalmente, seja um simples toque, um pressionamento longo ou um arrastar do dedo em alguma direção indicada no ícone. Ao iniciar o jogo pela primeira vez um rápido tutorial livra o jogador dessa preocupação.

TROF-02

Como eu já mencionei brevemente alguns parágrafos acima, a qualidade musical mantém o alto nível característico da SNK. Se anos atrás, na era de ouro do Neo Geo, os músicos da SNK já faziam composições extremamente bem feitas mesmo sendo drasticamente limitados pela tecnologia daquela época, hoje eles tem total liberdade para massagear nossos ouvidos com peças musicais simplesmente incríveis, que transmitem com perfeição a personalidade e background de cada um dos personagens (em especial, de cada uma das equipes de lutadores de TKoF. O mais recente game da série que o diga!) e em The Rhythm of Fighters é possível ouvir todas essas excelentes músicas enquanto se diverte e é desafiado, podendo abrir mais e mais composições bacanas já inclusas no jogo.

É possível adquirir mais pacotes de músicas para a coleção através de DLCs pagos, mas caso você seja avesso a essa prática comercial, não se preocupe pois o acervo nativo do jogo é numeroso o bastante para te deixar entretido por um bom tempo.

TROF-05

Conquistas, conquistas everywhere! ^^

Uma coisa que sempre me chateou na indústria de games – e que infelizmente já se tornou extremamente comum no meio mobile – é a obrigatoriedade de conexão constante à internet. Em jogos exclusivamente multiplayer como MMOs, MOBAs e jogos de estratégia (Clash of Clans, por exemplo) isso faz todo sentido, já que é necessário se conectar à internet para jogar com outras pessoas remotamente de qualquer forma. Mas um DRM como esse implementado em jogos exclusivamente para um jogador ou que tenham algum modo single-player é um absurdo que não tem qualquer explicação razoável para existir (sim Diablo III, estou olhando pra você. ¬¬).

Por essa razão eu fiquei bem surpreso com a solução encontrada pela SNK Playmore para The Rhythm of Fighters: o jogo baixa todo e qualquer conteúdo necessário on demand: você ainda precisa da internet para jogar músicas novas, mas uma vez feito o download de uma música, ela fica salva no seu celular e você poderá rejogá-la com o celular desconectado quantas vezes quiser!

Considerando que as músicas liberadas no modo Arcade ficam disponíveis no modo Free, esse foi um jeito bem inteligente de implementar esse DRM. Imagino que isso acabe minimizando até mesmo o consumo de dados em uma conexão 3G ou 4G (já que o download de cada música é realmente bem rápido), mas fica aqui o bom e velho conselho de se conectar a uma rede Wi-Fi sempre que possível. 😉

Este slideshow necessita de JavaScript.

No fim das contas fico feliz que o saldo seja positivo e que The Rhythm of Fighters seja um excelente jogo. O tradicional esmero da SNK Playmore se reflete de forma bastante benigna em um título para uma plataforma tão diversa da que essa empresa costumava trabalhar. Portanto, se você procura um título bacana para se divertir com seu espertofone, clique em um dos links abaixo e seja feliz.

THE RHYTHM OF FIGHTERS

Plataforma avaliada: Android | Desenvolvedora: SNK Playmore | Publisher: SNK Playmore | Gênero: Musical/Rítmico | Multiplayer? Não.

The Rhythm of Fighters também está disponível para iOS. O jogo é gratuito e pode ser adquirido na Google Play Store e na iTunes App Store.

Analista de Sistemas, desenvolvedor web e webdesigner freelancer. Sou viciado em videogames, amo literatura, tô quase voltando a desenhar e os ensinamentos de Ben Parker formaram o meu caráter.

Tags: , , , , ,
Arte de fundo criada por Nataly Al-Sayf
Portfólio - Facebook - Twitter - Tumblr
Voltar para o topo
Arte de fundo criada por Nataly Al-Sayf
Portfólio - Facebook - Twitter - Tumblr
Voltar para o topo